domingo, dezembro 30, 2007

Um flop

Agarrem-me, que eu vou-me a eles! ...Dizia o tipo, fincando o olhar em burocratas, juízes, corruptos em geral, bancos, companhias de seguros, farmacêuticas, industrias do diagnóstico, comércio e distribuição de alimentação, lobies das obras públicas, confederações cheias de poder que, vêm em bandos com pés de veludo chupar o sangue fresco da manada...
Afinal, para além de perseguir quem o critica e de despedir quem não é subserviente - à maneira de antigamente -, anda a catar os trocos ao pequeno contribuinte.
Dir-se-ia que, nada disto é novo!... Pois, não é verdade. Desta vez, há que contar com a fantástica euforia da economia liberal neste novo contexto da globalização! Os últimos a sair, que fechem a porta, bem fechada. Pode ser que a besta lá fique trancada.

5 comentários:

Um Momento disse...

Quem dera que lá ficassem trancados de vez!!

Feliz 2008!!!

(*)

PoesiaMGD disse...

Sim, quem dera...
Um bom ano novo, pleno de felicidade.
Um abraço

Um Momento disse...

Grata!
Simplesmente amei as palavras a mim diigidas, no meu post
Belos sentires os teus
Muito obrigado

Sopro um beijo ENORME !!
(*)

uivomania disse...

Um momento:
É difícil trancá-los lá. Muito do que eles são, é reflexo de nós próprios! ...A ver vamos. ...Como dizia o cego!
Sobre um comentário, tira-me uma dúvida: é teu um post que fala de encostas pedregosas?
Bjs.

uivomania disse...

Poesiamgd:
Agradeço e desejo também para ti um bom ano.
Quanto a bestas, espero serenar a que me habita... quem sabe, assim, tudo serena?!