quinta-feira, janeiro 20, 2005

Como vender um andar à filha em segurança ou como comprar um andar ao pai sem lhe ficar a dever nada

Com os filhos todos casados, os pais viviam agora numa casa demasiado grande e como em tempos tinham comprado um andar para alugar, agora devoluto, resolveram, por ser mais pequeno, mudar-se para lá!
Como o negócio do arrendamento se tinha revelado aquém das expectativas, sem falar das chatices que lhes tinham criado... resolveram vender o apartamento maior e pôr o dinheiro a render... no banco!
Uma filha agora a viver num andar demasiado pequeno por via de ter tido dois filhos, pensou em comprar o andar aos pais! Pôs a casa pequena à venda, pagou ao banco a hipoteca e negociou um novo empréstimo para comprar a pronto a casa aos pais que ficou por sua vez hipotecada. Os pais, meteram o dinheiro no banco a render numa conta a prazo e vivem agora dos juros.
Entretanto hoje, tanto a filha como os pais se queixam do banco. O pai, diz que recebe pouco e a filha que paga demais!...
Eu, depois de ouvir o que um paga e o que o outro recebe, não resisti a levantar a hipótese de terem feito o negócio entre eles: A filha vendia o andar pequeno, pagava a hipoteca ao banco e dava o dinheiro que sobrasse aos pais. Depois, era simples... a filha ia viver para o andar grande e ficava tudo em família. Em vez de pagar a prestação ao banco, pagava aos pais. Os pais, em vez de receberem do banco, recebiam da filha. Um pagaria menos e o outro receberia mais!... Mas disseram-me logo: Ó pá, isso assim, dava uma enorme complicação e se calhasse ainda se arranjavam chatisses!... E eu acredito! ...E dizem eles mal dos bancos!

2 comentários:

tounalua disse...

É que os gajos dos bancos já sabem o que são chatices e preferem dá-las por antecipação... não ficam à espera que elas possam aparecer ;-)

Ana disse...

Quem sabe a confiança entre eles não seja a melhor e antes que as chatisses aparecessem, foi melhor assim :(

Eu penso que esta situação é fruto da falta de dialogo entre pais e filhos e também um pouco, mesmo a pagar muito, o facto de terem alguem (o banco) que se ocupa de toda a parte burocratica do negócio... no fundo eles é que perdem dinheiro, mas talvez ganhem tranquilidade. Quem sabe?!?!

Besitos