terça-feira, janeiro 18, 2005

Querida ONU:
Escrevo-te, julgo eu oportunamente! Nem sei se tão depressa vai surgir um momento tão oportuno! É que os Americanos estão muito sossegados e eu pensei que talvez fosse de aproveitar a ocasião e mandar lá à América uns inspectores! ... Desses... das armas de destruição maciça! Sugiro-te esta acção, porque tenho fortes razões para acreditar que os tipos, com a mania das grandezas que têm, acabam por ser uma ameaça para o mundo! Não é que eles façam por mal! Talvez! Eles até têm explicado muito bem que nos estão a proteger a todos uns dos outros e olha que bem precisamos, porque tu por vezes parece que andas distraida!... Mas é que já não é a primeira vez, que eles ameaçam destruir e destroem mesmo e outras vezes em segredo e sem avisar. Cá para mim, desde que eles fizeram lá aquilo das bombas nucleares em Hiroshima e Nagasaki, confesso, fiquei sempre com um pé atrás!... (destruição maciça, mesmo... foi aquilo!)
Julgo que seria uma bela medida porque ao que parece os homens andam a brincar com o fogo e então mais vale tirar-lhes o fogo das mãos, não vão eles deitar fogo ao que ainda não está a arder! E já agora, eles que se deixem de tretas e assinem o tratado de Quioto que se faz tarde!... Senão... (podes dizer-lhes que fui eu que disse) não vejo nem mais um filme americano. Eles que vão vender a realidade a outro!

2 comentários:

tounalua disse...

... e nós estamos a ficar fartos desta mania de comprar a realidade dos outros! ;-)

uivomania disse...

E principalmente quando a realidade que compramos vem muito bem embaladinha mas por dentro está podre.